sexta-feira, 15 de janeiro de 2010










Ao som de Keep Me In Mind do Little Joy, super retrô não?

Deixa eu indo.


Como não entro no Blog aos finais de semana, vou me despedindo.
Até Fevereiro meninas. Vou deixando ai algumas fothenhas.
Fuizzz e Camila me espere.

"Então, pequena Amélie, os teus ossos não são feitos de vidro. Podes levar algumas pancadas da vida. Se deixares escapar esta oportunidade, eventualmente o teu coração vai ficar tão seco e quebradiço como o meu esqueleto. Então, vai apanhá-lo!"

Difíceis decisões, se o amanhã não for nada disso...caberá só mim esquecer.
Não importa, o que mais eu temo é isso um coração tão seco e quebradiço.
Bom meninas voltemos a postar.
Amo vocês ;)


E ele também... mais ainda por reconhecer.
Já são dois anos, e quantas histórias... as nossas histórias

"Estranho o destino dessa jovem mulher, privada dela mesma, porém, tão sensível ao charme das coisas simples da vida..."

Larysse sempre me faz chorar, mas não por me fazer mal. não. Ela me faz tão bem.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

É que me faltam as palavras.


A desertora nos campos do amor esta que vós fala, aviso que não mais postarei por aqui. É que me faltam as palavras e um órgão vital, que recebe o sangue e o bombeia por meio dos movimentos ritmados de diástole e de sístole.
Vou estar só com o Dos que eu já li, prometo postar com frequência.
Para aqueles que amam e acreditam nesse sentimento tão destrutível e ao mesmo tempo avassalador e lindo; não desistam, há aqueles que nasceram pra ele e há aqueles desistentes de tentarem ser felizes com o mesmo. Amar é bom, faz a gente crescer, querer bem, mas não nasci para essas coisas, já senti o bastante.
Me desculpe Larysse por não cumprir com a promessa.

Foi ótimo postar por dois anos aqui.
Beijos

Ah! e para aqueles que gostam de música. aqui esta a minha discografia tem muita música boa. Sempre estou atualizando.

Eu queria querer-te amar o amor
Construir-nos dulcíssima prisão
Encontrar a mais justa adequação
Tudo métrica e rima e nunca dor
Mas a vida é real e de viés
E vê só que cilada o amor me armou
Eu te quero (e não queres) como sou
Não te quero (e não queres) como és

Ah! Bruta flor do querer...

...O quereres e o estares sempre a fim
Do que em mim é de mim tão desigual
Faz-me querer-te bem, querer-te mal
Bem a ti, mal ao quereres assim
Infinitivamente pessoal
E eu querendo querer-te sem ter fim
E, querendo-te, aprender o total
Do querer que há e do que não há em mim.

O quereres - Caetano Veloso

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010


Eu li em um livro, não me lembro mais em qual. Que nós mulheres fazemos dos nossos relacionamentos uma casa cheia de espectativas.
A bendita espectativa que nos deixa aos nervos com nós mesmas, em sérias condições de xingamento mental (que exagero).
Daí se segue... Burra, Boba, Trouxa e por ai vai.
Ontem eu toda romantizada vou lá pra escola toda cheia de amor, para simplesmente ele me buscar sem falar um A comigo durante todo o trajeto, me deixando em casa sem me dizer nada e sai.
O que me resta? Conversar com a sogra (que eu adoro de verdade, ela é um amor comigo)até meia noite. Ele como sempre chega com a cara de que nada fez de errado - de me deixar plantada na casa dele e chegar só pra me levar embora; e eu simplesmente ignoro sua presença. Continuo a conversar e quando em fim quero ir pra casa, digo: Vamos?
Me despeço e hoje é mais um dia que ele vai fingir que esta tudo bem e eu o mesmo.
Tudo isso por causa de uma viajem... É mole?

Há!





Vou viver de brisa, arder em brasa no calor do Maranhão...

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Sou romântica.. ás vezes


"Minha alma de sonhar-te, anda perdida. Meus olhos andam cegos de te ver! Não és sequer razão do meu viver, pois que tu és já toda a minha vida!"
Florbela Espanca

Biquínis dos meus sonhos


Eu queria esse de bolinha e esse de listras moço...

Só sonhando por que pra achar um vai ser difícil.

Quando alguém tem que ceder.


Relacionamentos e seus temperos.
No final sempre uma delícia.
Mesmo que agridoce.
Mas só para aqueles que sabem que o ser perfeito não existe, nem mesmo ele.

Entre a dor e o nada?
Eu prefiro a dor, mas disso eu não faço base para a minha história de amor.
Já fui do tipo alma de poeta sofredor.
Hoje prefiro sorrir e acreditar que vai molhar, que as coisas passam, sentimentos e palavras que saem sem pensar, também.
Cultivar momentos bons na memórias nos priva e nos cura de coisas ruins.

"Tanto orgulho que não meço
O remorso das palavras que não digo" - Zeca Baleiro.

Não disse que os poetas tem alma de sofredor? rsrs

O porque de tanta saudade...







Só lá o Jesus é barato.


sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010


"As suas vitórias e conquistas são promessas de Deus para a minha vida."

É tão lindo que me deu vontade de chorar.
Amei o cartão da minha mãe.
Eu amo ela.

Creio no dia em que ainda serei eu a fazer alguém se perder em livros.

Eu ganhei o Do Amor e Outros Demônios - Gabriel García Márquez, de aniversário. Não é lindo?

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010


Dois. Mais que um.
É uma pena que nem sempre seja assim.
Sou difícil, não mudo minha cara da água pro vinho.

Me desculpa tá bom?
Aram.

É sempre assim...

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Eu queria.


Eu queria pelo menos um registro evidenciando que Ele lembro de mim, hoje.
Eu queria ser o motivo de sua saudade.
Eu queria ser mais um verso em seus confessos.
Eu queria ser a lembrança que vem à memoria ao tocar da música.
Eu queria ser ao menos mais uma vez, nem que por um dia, a incerteza de um futuro do Como Seria.
Eu queria ser sua dúvida repentina, um pensamento sem controle.
Um amor mal acabado. Mais que palavras de seu passado.
Eu queria ser mais uma vez sua Sabina.
Só por uma noite ou por dia, não importa, ser lembrada é o que me valeria.

.05 de Janeiro.

Particularmente não gosto de aniversariar.
Hoje no banho pensei nisso.
Normalmente eu me sinto deprimida pelo que ainda não fiz, ai todo mundo olha e fala. Mas você é muito nova, tem muito tempo pra essas coisas ainda.
...Sei lá os dias passam rápidos demais.
Esse ano foi diferente. Mais regados a nostalgias do aniversário passado.
Tomei até um Jesus. O que é raro por aqui, pra ver se me amenizava a saudade.
Passei no Maranhão, que me deu um estado de espírito e um controle emocional maior.
Hoje eu posso ver os benefícios que essa viajem fez a mim.
Me amar mais, descobrir e me sentir Linda, me valorizar, aprender que não é porque um amor acaba que temos que acabar junto com ele.



Estou orgulhosa de mim.
Pelo que sou hoje como pessoa.
Me sentindo bem, mesmo com as unhas e cabelos não feitos.
O que importa?
Amor. Amor próprio.
Feliz dias mais lindos. Dias lindos que viram.
Amanhã e sempre.
Hoje é um dia mais que lindo.